domingo, 1 de fevereiro de 2009

Dica de DVD: Quebrando a Banca

Inspirado em uma história real, Quebrando a Banca surpreende do ínicio ao fim. Dirigido por Robert Luketic (Legalmente Loira), ele faz um longa envolvente e muito cativante que conta com astros como Kevin Spacey e Laurence Fishburne no elenco, além de Jim Sturgess e a bela Kate Bosworth.

por Fernando

O filme conta a história de Ben Campbell, um jovem superdotado e craque em matemática e estatísticas que estuda no MIT e tem como grande sonho estudar medicina em Harward, porém o curso custo ao todo 300 mil, dinheiro impossível de se conquistar trabalhando em uma loja de roupas ao lado de seus amigos "nerds". Ben então decide ir atrás de uma bolsa de estudos, já que tem um currículo invejável e tem pouca condição financeira de bancar a universidade, entretanto, muitos jovens se candidatam para essa bolsa e têm currículos tão bons quanto o dele, a diferença fica na experiência de vida de cada um. Para desespero de Ben, que é o típico "loser" do MIT e não vive muitas aventuras.

Sua sorte muda quando o professor de matemátoca, Mickey Rosa (Kevin Spacey) começa a perceber o quão inteligente ele é e o recruta para um grupo especial de alunos. Eles se reúnem em uma das salas sem que ninguém percebesse do que realmente se tratava, são jovens superdotados como ele e que usam a inteligência para ganhar o jogo Black Jack (21) nas noites em Las Vegas durante os finais de semana. São liderados por Rosa e com isso ganham muito dinheiro, mais do que qualquer trabalho pudesse pagar. Ben, se recusa no ínico, mas logo percebe que essa é sua única chance, mas deixa claro que deixaria o jogo quando ganhasse o que queria, os 300 mil.

Dente os alunos, está a bela Jill (Kate Bosworth), garota que ele sempre desejou no curso, mas sempre foi muito tímido e nunca conseguia a sua atenção. E junto com ela e os outros três alunos, eles vão para Las Vegas "quebrar a banca" dos mais mais famosos cassinos, é um jogo todo planejado, não há sorte, são muito bem treinados, e usam palavras e códigos para assim vencerem sem que ninguém percebesse, já que estão todos disfarçados, com um novo visual a cada noite e com identidades falsas. Porém, nada será tão fácil assim, Cole Williams (Laurence Fishburne) trabalha por trás desses cassinos e pretende fazer um trabalho mais que eficiente desmascarando todos os golpistas que estão acabando com o dinheiro deles.

Por outro lado, Ben percebe que vai ganhar o dinheiro, mente para sua mãe que ganhou a bolsa e sempre arranja uma desculpa para ela e para seus melhores amigos para sumir durante os finais de semana. Em sua cidade, no MIT, ao lado de seus amigos, ele tem um grande segredo, mas em Las Vegas, como Jill disse uma vez, ele pode ser quem ele quer, fazer o que ele quiser, gastar o dinheiro como ele quiser, aproveitar a vida como ele nunca havia aproveitado antes e viver o romance que ele sempre sonhou em viver ao lado de Jill.

Quebrando a Banca segue a mesma linha de Onze Homens e Um Segredo, mas logo de ínicio percebemos que se trata de uma história completamente diferente. A direção é mais do que eficiente no longa, Robert Luketic prende o expectador da primeira cena à última, com um roteiro envolvente. O filme surpreende por parecer ser mais um filme sobre jogos em Las Vegas, mas não é, e este é um dos pontos positivos do longa, por não se prender ao jogo, mesmo aqueles (como eu) que não entende nada das regras do jogo mostrado não se sente perdido na história, pois o intuito do filme não é dar aulas sobre Black Jack e sim mostrar as aventuras dos jovens que se arriscaram para ganhar dinheiro, usando a inteligência e não a sorte.

Jim Sturgess é o grande destaque de Quebrando a Banca, é um dos atores mais jovens e mais talentosos de sua geração, ele se entrega a personagem e se envolve de uma maneira muito convincente. Kevin Spacey não faz nada do que já não tinha feito antes, assim como Laurence Fishburne. Mas Spacey não deixa de estar ótimo mesmo assim. Kate Bosworth está linda e dá um toque especial no longa.

A trilha sonora é excelente, assim como a fotografia, uma das mais belas que vi ultimamente. O filme vale muito a pena, é ótimo. É divertido e muito cativante. Assista!

Nota: 9

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário #NuncaTePediNada